Água Santa confirma nome de seu novo treinador para a sequência do Paulista - Gazeta do Futebol
Água Santa confirma nome de seu novo treinador para a sequência do Paulista

O Água Santa anunciou nesta segunda-feira (29), a contratação do técnico Toninho Cecílio para a sequência do Campeonato Paulista. Ele chega para substituir Pintado, que acertou sua transferência ao Juventude no início da quarentena. Esta é a segunda passagem de Toninho pelo Netuno, que já comandou o time de Diadema no início de 2018.

Nascido em Avaré, Antônio Jorge Cecílio Sobrinho tem 53 anos e atuou como zagueiro antes de se tornar treinador e dirigente esportivo. Como atleta, foi revelado pelo Palmeiras, equipe na qual se profissionalizou, com passagens por Botafogo, Cruzeiro, Coritiba, entre outros, chegando a defender as cores da Seleção Brasileira no início dos anos 1990.

Após encerrar a carreira de jogador, Toninho virou técnico e treinou times como Avaí, Vitória, Criciúma, Paraná, XV de Piracicaba, Guaratinguetá e Grêmio Prudente. Nesta última equipe, ele chegou à semifinal do Paulistão, em 2010, junto com o então volante e capitão Marcos Assunção, hoje diretor executivo do Água Santa e o volante João Vítor, além do goleiro Giovanni, atualmente titular da meta da equipe de Diadema.

O treinador também registrou boas campanhas com o XV de Piracicaba, quando avançou à segunda fase do Estadual, e Guaratinguetá, onde participou da campanha que resultou no título do Interior.

Muito feliz pelo convite do Água Santa

“Estou muito feliz pelo convite. O presidente Paulo [Farias] acredita na minha forma de trabalhar e que eu possa conseguir dar continuidade à recuperação da equipe na competição. Para mim é importante porque o retorno do Campeonato Paulista será de decisões. É muita responsabilidade.”

Curta o grupo Futebol Aleatório no Facebook

“Tenho amigos aqui como o Marcos Assunção, Edu Ferreira, um dos diretores e que já foi meu companheiro de zaga, Giovanni e João Vítor. É uma diretoria que propicia excelentes condições de trabalho. Estou motivado. Acompanhei o time e gostava de vê-lo jogar. No primeiro momento é preciso ter muita atenção na reposição dos atletas que não irão retornar e, em seguida, um planejamento de treinos adequado para esse retorno com jogos decisivos, algo inédito para todos nós. Quem trabalhar melhor isso sairá na frente.”, disse o técnico.

O último trabalho de Toninho, antes de acertar com o Água Santa, foi no Anápolis (GO). Além disso, ele também trabalhou como dirigente no Palmeiras, de 2007 a 2010, e Fortaleza.