Série B também tem queda de treinador na primeira rodada - Gazeta do Futebol
Série B também tem queda de treinador na primeira rodada

Quem pensou que a Série B do Campeonato Brasileiro passaria ilesa a dança dos técnicos na primeira rodada se enganou. Nesta segunda-feira (11), o Náutico anunciou a saída de Felipe Conceição.

O treinador, que havia chegado ao Timbu em fevereiro, não resistiu a derrota por 2 a 0 para o Londrina, neste domingo. Conceição deixa o clube pernambucano após 15 jogos, sendo que nos três primeiros não pode ficar no banco por estar cumprindo suspensão. Nesse período, o treinador somou seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 48,8% dos pontos disputados.

No começo de fevereiro o treinador havia deixado a Chapecoense para assumir o Timbu no lugar de Hélio dos Anjos. Ele conseguiu levar o time até as semifinais da Copa do Nordeste, mas acabou caindo ainda na primeira fase da Copa do Brasil ao ser batido pelo Tocantinópolis. No Pernambucano chegou á decisão após vencer o Santa Cruz nos pênaltis, mas o futebol apresentado naquela partida gerou muitas críticas.

Dança dos técnicos a todo o vapor

O primeiro final de semana de Campeonato Brasileiro foi bem agitado no quesito troca de treinadores.

Na Série A, Alberto Valentim foi demitido do Athletico Paranaense após a goleada sofrida para o São Paulo por 4 a 0. Curiosamente, pelo segundo ano consecutivo o treinador foi demitido logo na primeira rodada do Brasileirão.

Pouco depois, foi a vez do América Mineiro anunciar a saída do técnico Marquinhos Santos em comum acordo logo após a derrota para o Avaí, por 1 a 0, na Ressacada.

Na Série C quem puxou a fila foi Carlos Rabelo, que foi demitido após a derrota do Altos por 3 a 1 para o Botafogo de Ribeirão Preto, em casa. A diretoria do time do Piauí agiu rápido e nesta segunda anunciou Agnaldo Liz, bicampeão baiano pelo Atlético Alagoinhas.