São José e Grêmio Novorizontino ficam no empate em Porto Alegre

O Grêmio Novorizontino assumiu a liderança provisória do grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C ao ficar no empate em 1 a 1 com o São José. A partida, válida pela 13ª rodada, aconteceu no estádio Francisco Novelletto, em Porto Alegre.

Com o resultado, o time paulista chegou aos 24 pontos, um a mais que Ypiranga e Criciúma, que ainda jogam na rodada. Dessa forma, o Tigre pode terminar a rodada dividindo a terceira colocação com o Ituano, que tem três pontos a menos. Com relação a briga por vaga na segunda fase, a vantagem para o Botafogo, o quinto colocado, abriu para cinco pontos, mas pode cair para dois.

Para o Zequinha o resultado não pode ser considerado de todo ruim, uma vez que o time abriu mais um ponto de vantagem para o Paraná Clube, primeiro time da zona de rebaixamento. Os quatro pontos de frente garantem os gaúchos foram do Z2 por mais uma rodada, mesmo que os paranaenses derrotem o Ituano.

Os gols

Mesmo jogando fora de casa, o Tigre se impôs e saiu na frente. Aos 36 minutos, quando Reverson fez boa jogada pela esquerda e cruzou para William Lepu abriu completar no segundo pau e abrir o marcador.

O empate do time da casa saiu aos 26 da etapa complementar em cobrança de penalidade convertida pelo goleiro Fábio Rampi.

O primeiro time a voltar a campo na próxima rodada será o Novorizontino, já na próxima sexta-feira (20), quando recebe o Criciúma, às 20 horas, no Jorge Ismael Di Biasi. Já o São José só volta a campo domingo (28) para um jogo com cara de final, quando recebe o Paraná Clube, às 18 horas, novamente no Francisco Novellettto.  

Escalações

São José: Fábio Rampi; Daniel, Bruno (Pablo), Jadson e Alessandro Vinícius; Lissandro (Leilson), Crystopher e Gabriel Lima; Everton Bala, Mazola (Luiz Eduardo) e Maradona. Técnico: Pingo

Novorizontino: Lucas Ferreira; Lucas Mendes, Edson Silva (Adriano), Bruno Aguiar e Reverson (Guilherme Lazaroni); Adenilson (Douglas Baggio), Willean Lepo e Danielzinho; Cléo Silva, Michel Douglas (Guilherme Queiroz) e Anderson Rosa (Barba). Técnico: Léo Condé