Jogadores do Imperatriz ameaçam não entrar em campo na próxima rodada

Podendo ser matematicamente rebaixado já neste final de semana, o Imperatriz ganhou mais um problema. Alegando excessivo desgaste físico por conta de não haver troca de jogadores durante as partidas, os atletas remanescentes do Cavalo de Aço ameaçam não entrar em campo na partida diante do Santa Cruz, marcada para sábado (31), no estádio Frei Epifânio.

Os jogadores afirmam que só aceitarão entrar em campo caso a diretoria inscreva novos atletas possibilitando que hajam mais substituições durante os jogos. Por falta de peças no elenco, no jogo da rodada passada, diante do Remo, o técnico Charles Guerreiro só conseguiu fazer uma substituição.

A grande questão é que por conta de uma punição imposta pela Fifa, o Imperatriz está impedido de inscrever novos jogadores até que seja resolvida uma pendência financeira com o Fênix, pequeno clube do Uruguai. O time do país vizinho cobra uma dívida referente a contratação meia atacante Breno Caetano, ainda no início do ano. O jogador deixou o clube durante a parada do futebol.

O presidente do clube Adalto Carvalho, disse que não pode obrigar os atletas a entrarem em campo para jogar e lembrou que a parte do clube em relação a eles está em dia, além de avisar que eles estarão sujeitos às mesmas penalidades que o time vier a sofrer.

“Não podemos obrigá-los a jogar, mas a nossa parte em relação a eles está em dias e as mesmas penalidades que o time sofrer, os atletas também sofrerão”, disse.

Quatro atletas voltam

O impasse com relação a entrar em campo ou não pode ter começado a se resolver ainda na noite desta terça-feira, quando a diretoria anunciou o retorno de quatro jogadores que haviam deixado o clube recentemente e que seguem inscritos na Série C.

O zagueiro Douglas Mendes, os meias Judson e Amparo, e o atacante Reginaldo Júnior. A diretoria já vinha nos últimos dias acertando os detalhes financeiros com o quarteto e como ainda não havia sido feita e rescisão contratual, eles poderão ficar à disposição de Charles Guerreiro sem problemas.

O Imperatriz soma apenas um ponto em 12 jogos, estando 12 pontos atrás do Treze, último time fora da zona de rebaixamento. Uma derrota combinada a uma vitória do time paraibano contra o Ferroviário, já rebaixa o time maranhense matematicamente.