City joga só um tempo, mas bate Wolverhampton em sua estreia no Campeonato Inglês

Com um pouco mais de dificuldades do que imaginava, o Manchester City estreou com vitória na Premiere League. Nesta segunda-feira (21), no Molineux Stadium, em Wolverhampton, os Citizens bateram o Wolverhampton por 3 a 1 e conquistaram sua décima vitória seguida em estreias na Liga Inglesa.

A partida para os comandados do técnico Pep Guardiola teve dois tempos completamente distintos. Nos 45 minutos iniciais o City teve pleno domínio das ações e não demorou para inaugurar o marcador. Aos 19 minutos De Bruyne recebeu de Foden pela direita, botou na frente, Saiss deu o carrinho e derrubou o belga dentro da área. Pênalti que ele mesmo cobrou e abriu o placar.

O segundo tento saiu aos 31 minutos após bela troca de passes do time azul. Foden tocou para Gabriel Jesus, o brasileiro mandou de primeira para De Bruyne na esquerda, o belga acionou Sterling pelo lado dentro da área, o camisa 7 escora para trás, e Foden empurra para as redes. Um belo gol.

Os números do primeiro tempo apontaram 67% de posse de bola para o City, que ainda teve sete finalizações, sendo cinco no alvo, contra duas de seu adversário.

Outro jogo na etapa final

No segundo tempo o Manchester encontrou pela frente um adversário totalmente diferente. Mais solto, os Wolves foram para cima e criaram três grandes chances de descontarem. Em uma delas, aos 13 minutos, Podence tocou por cobertura sobre Ederson e a bola passou raspando o travessão. Em outra, Raúl Jiménez, na cara do gol, tentou pegar de primeira e a bola saiu torta.

Para ser ter ideia de como o jogo mudou, com 16 minutos, o placar de finalizações apontava 4 a 1 para os donos da casa.

De tanto insistir, os Wolves chegaram ao seu gol aos 32 minutos, quando Podence ficou com a sobra na direita, deu no meio das pernas de De Bruyne e cruzou na medida para Raúl Jiménez testar para o gol.

Os da casa continuou apertando, mas quem acabou marcando no apagar das luzes foi o City, quando aos 50 minutos, Gabriel Jesus brigou pela bola dentro da área, finalizou cruzado, a bola desviou em Coady e matou Rui Patrício.