Conhecido como Rei do Acesso, técnico Luiz Carlos Ferreira morre aos 71 anos

Conhecido no interior de São Paulo como o “Rei do Acesso”, morreu na noite deste domingo (13), na cidade de Lins, o técnico de futebol Luiz Carlos Ferreira. Ele tinha 71 anos e lutava contra um câncer na cabeça.

Ele estava afastado do futebol há dois anos justamente para tratar a doença, época em que fez a primeira cirurgia. O Marília foi o último clube que ele dirigiu e ele até chegou a conversar com o Noroeste no final do ano passado para assumir o clube.

A doença voltou neste ano e ele estava internado há um mês em um hospital de Lins. Ele chegou a passar por uma nova cirurgia no final de semana, mas a doença já havia se espalhado e ele não resistiu.

O velório será realizado nesta segunda-feira (14), às 15 horas e o enterro na sequência no cemitério Municipal de Leme.

Carreira

Luiz Carlos Ferreira nasceu em São José do Rio Preto em 12 de maio de 1949. Como atleta jogou futebol de salão e depois passou a trabalhar como preparador físico nos anos 70 e 80 e posteriormente vindo a ser treinador.

Nos anos 1990 e 2000 ganhou o apelido de Rei do Acesso ao levar várias equipes do interior de São Paulo a divisões superiores.  Comercial, Rio Branco, Taubaté, São Caetano, XV de Piracicaba, Guarani, União São João, foram alguns times que ele ajudou a subir de divisão. Em 2005 dirigiu o Santo André na Copa Libertadores da América.

Sua última conquista foi no ano de 2013 quando venceu a o Campeonato Paulista da Segunda Divisão dirigindo a equipe da Matonense.