Ex-Chapecoense e Grêmio rescinde com clube português e fica livre no mercado

Após um ano, chegou ao fim a trajetória do volante brasileiro, Khevin, no Estoril. Mesmo tendo vínculo com o clube português até final da temporada 2021/2022, as partes envolvidas no contrato decidiram pela rescisão.

Com 23 anos, Khevin fez questão de agradecer ao Estoril pela oportunidade de defender a agremiação de Portugal na sua primeira experiência fora do Brasil. “Com a nova realidade financeira e desportiva do clube, em comum acordo decidimos pela rescisão por eu acreditar numa projeção maior para a minha carreira. Sou muito grato ao Estoril, que é um clube que me abriu as portas e onde tive minha primeira experiência em jogar num time europeu. Realizei um sonho de carreira e somou bastante para a minha trajetória”, declarou o volante que tem 1,91m.

Livre no mercado, Khevin segue uma rotina de treinos na cidade de Florianópolis enquanto aguarda a definição do seu futuro. “Estou me mantendo focado, treinando e continuando em forma para o meu próximo desafio como jogador. Meus empresários estão em conversas com alguns clubes. Confio neles para resolver essa situação, enquanto treino e também aproveito um pouco mais a família”, explicou o jogador.

Além do Estoril, Khevin também teve passagens por clubes nos três estados do Sul do Brasil. No Rio Grande do Sul foi atleta da base do Grêmio. Em Santa Catarina se profissionalizou na Chapecoense tendo sua estreia contra o Barcelona e no Paraná foi vice-campeão estadual pelo Toledo em 2019. Após o paranaense, Khevin acertou sua ida para o Estoril.