Patrocinador do Corinthians propõe um desafio para aceitar mudar cor do logo na camisa

Neste domingo (5), o Corinthians divulgou de forma oficial seu novo uniforme para o restante desta temporada e o começo da próxima. O modelo é uma alusão a camisa usada no início da década de 1990 e homenageia o primeiro título de campeão brasileiro conquistado pelo clube.

Um dos fatores que tem deixado os torcedores na bronca desde o ano passado e a cor laranja do logotipo do banco BMG, patrocinador máster do clube e que ocupa o espaço mais nobre da camisa.

Após o lançamento deste domingo, houve uma corrente pedindo que o bando substituísse o laranja pelo preto, deixando assim o modelo mais harmonioso. No Twitter foi até criada a hastag #BMGemPretoeBranco

Banco topa a parada, mas…

O banco BMG até topou aceitar o pedido, porém sob uma condição. A instituição topará alterar a cor da logomarca se 50 mil novas contas digitais gratuitas forem abertas entre 5 e 31 de julho.

Desde o início da parceira entre o banco e o clube o número de contas abertas entraria nos valores a serem pagos de patrocínio. Por temporada o alvinegro recebe R$ 12 milhões e mais um valor que varia de acordo com as movimentações dos clientes do banco digital.

Para incentivar a abertura de novas contas, o banco dará R$ 10 aos novos correntistas — além dos R$ 20 destinados ao Corinthians. Caso a meda de 50 mil novas contas batida, o clube receberá R$ 1 milhão.

Torcedores do Atlético Mineiro e do Vasco, também patrocinados pelo BMG, já começaram a se movimentar nas redes sociais fazendo o mesmo pedido.