Luiz Carlos Martins disse que ainda não foi procurado pela nova diretoria do Noroeste
Destaque Noroeste Série A3

Técnico do Noroeste diz que ainda não foi procurado pela nova diretoria

Luiz Carlos Martins era o técnico do Noroeste até a paralisação do futebol por conta da pandemia. Em meio a esse hiato, o então presidente Rodrigo Mosca dispensou o elenco e funcionários e fechou as portas do clube até o final do ano, mas acabou renunciando alguns dias após tomar a polêmica decisão.  A nova diretoria, encabeçada por Leandro Palma assumiu, porém o treinador disse que ainda não foi procurado pelo clube.

“Não conversei com o Lelê (Leandro Palma) e ele não conversou comigo. Eles devem estar tomando algumas decisões, mas não sei o que vai acontecer”, disse o técnico em entrevista concedida ao programa “Com a Bola Toda” da TV Canal 4 de Marília.

Martins tinha contrato com o Noroeste até maio, mês que estava programado o encerramento do Campeonato Paulista da Série A3, o qual o time ocupava a liderança com 26 pontos ganhos e, restando quatro rodadas para o final da primeira fase, estava classificado para as quartas de final.  A competição ainda não tem data para retornar.

Decisão precipitada

O treinador também comentou a decisão do antigo presidente em encerrar as atividades do clube em 2020 e acredita que a equipe voltará a campo ainda neste ano.

Curta o grupo Futebol Aleatório no Facebook

“Acho que houve um pouquinho de precipitação em usar o termo ‘fechar as portas’, dispensar os funcionários. Eu fiquei triste, não por mim, fiquei chateado pelo esporte, pelo Noroeste, pela campanha que vinha sendo feita, alguns jogadores ficaram sem chão, um pouco perdidos”, analisou Martins. “Esse termo, ‘fechar as portas’, foi muito forte, mas eu tenho certeza que a diretoria do Noroeste vai rever isso”, seguiu.

Ele também acredita que o clube não tomará nenhuma decisão enquanto não houver um posicionamento da Federação Paulista. “Assim que voltar o futebol, certamente eles vão tomar uma decisão”, falou.